Reflexo.

Eu procurei ser alguém que pudesse ajudar, procurei ser o motivo, o lugar seguro, a vontade de voltar, de ficar; procurei e achei nas palavras, a chance de ser a chave, o caminho de quem está desamparado e, ao mesmo tempo, encontrei em grandes doses, a minha cura. Ficaram algumas sequelas, é claro, a gente já não se sente ‘tão raro’. Mas é melhor assim.

Anúncios