Somos operários.

Você se desdobra, estuda, trabalha, engorda e adoece. Quase morre de enxaqueca e dor nas costas, todo dia é dia para perder a paciência e voltar a si, mais de dez vezes. Não desiste, sabe que um dia será recompensado, sabe que um dia será valorizado pelo seu esforço; mas logo se da conta que na verdade não desiste, simplesmente porque sabe que não têm ninguém para fazer por você. E aí, quando tudo são flores, aparecem os invejosos. Afinal, o que é mais um dia de suor na vida de quem ‘nasceu para ser operário’?

Anúncios

(Re)Surgir.

Acho que a síntese para esse ano, é isso, sem preguiça, coisas novas, fora do roteiro e, que não foram prometidas. Que seja novo, o que é novo. Na velocidade que precisa ser.

Never fails.

Publicado originalmente em Voraceando:
Fragmento: Gastaria todos os meus dias para me apaixonar por você novamente. Aproveitar todos os sorrisos tortos, seus olhares que, mesmo distantes, me protegiam, aproveitar suas palavras, suas brincadeiras que, no final do dia, eram meu colo. Gastaria todo meu bom humor quando dia parecesse te esmagar e tentaria fazer sorrir…

É tão cedo(?)

‘Nos conhecemos no outono, foi mais fácil pra mim me apegar, afinal sempre é mais fácil. Não, pelo contrário, eu sei que você tá pensando ‘e ai se beijaram, ficaram juntos, se mudaram, etc, etc e tal’, não…‘ Pare. Eu me apego tão fácil em cada uma das pessoas que conheço que começo acreditar que…

Domingo…

E você sabe a sensação de que perdeu um dia, de que alguém deveria ter passado na sua casa durante a tarde, te ligado mais a noite, ou que você ficou esperando tanto alguém aparecer, que o dia passou. Você assistiu coisa inútil na TV, procurou coisa inútil na Internet, vamos dizer que a única…

Que o nosso amor pra sempre viva, minha dádiva. ‘

Eu amo escrever. E não tem quem me diga ao contrário. Escrever não é dom, escrever é como um vício, é como se meus pensamentos fossem escritos, e eu pensasse palavras escritas a caneta de tinta molhada. Quando quero dizer alguma coisa, sinto até o cheiro da tinta, e ela me embriaga. Escrever é um…