Eu preciso falar de amor para vocês.

Pois é, passou o dia dos namorados.

Mas esse dia é mesmo tão relevante para nós? Para começar a escrever, tenho que deixar claro, por mais gasto que esse clichê esteja, eu sei que posso melhorá-lo, pois bem vamos lá:

O dia dos namorados é todo dia.

E é mesmo, eu provei disso pela primeira vez em minha vida, graças a ela. Não se trata de todos os dias serem dias para se presentear com coisas caras, ou ir a lugares gourmets. Não tem nada a ver com tirar inúmeras fotos forçadas, apenas por ser uma quase obrigação ter que tirá-las nestas datas específicas e tão especiais. O que eu venho falar aqui é sobre o amor. O amor verdadeiro, o que eu julgo ser única e exclusivamente verdadeiro. O amor, ele sim, é para todo dia. Não da boca pra fora como muitos vão dizer.

Muitos vão dizer também que o amor é felicidade e nenhuma tristeza. Dirão por algumas vezes que o amor é ‘perfeição’, sem diferenças ou brigas sem razão. Eu me pergunto como se faz perfeição se tudo já é perfeito. Se um é perfeito, ele é um, o outro é exagero. É de praxe, todo mundo vai ou já ouviu dizer qualquer coisa parecida, até mesmo qualquer um de nós (eu) já disse essas coisas.

Mas dês de que ela chegou eu enxergo o amor de uma forma lindamente diferente. Eu não só passei a enxergar como acreditar, que o amor de verdade é não mudar o outro. O amor verdadeiro é uma luta constante, para conquistar um ao outro, pouco a pouco, a cada dia.

Eu acredito que o amor verdadeiramente é perdoar ao invés de julgar, por mais que a razão te empurre para isso. Eu acredito que o amor é entendimento, é paciência. O amor tem que vir para te levar a evoluir, naturalmente, e não te forçar a isso. O amor que eu acredito é aquele que te encontra quando está perdido, aquele que entende que temos nossas diferenças e isso não é nada de errado, nem o fim do mundo, somos diferentes e em constante mudança, o amor é apreciar cada mudança, cada qualidade e cada defeito. O amor verdadeiro é estar sempre ao lado, não é ficar pensando quem está certo ou quem está errado, é se sentir puro, desprovido de orgulho ou vaidade. O amor é o ciúme, as paranoias vez ou outra, a loucura, o choro e a calma, mas no fim ele é o riso, a paz.

Eu acredito no amor, que não diz adeus, que não é só hoje, que não é só uma data especial. Acredito no amor que não vive de mentiras e ilusões, mas vive de verdade, compreensão e respeito.

Eu creio no amor que encontra no ser de outra pessoa,

tudo o que falta no seu próprio ser.

E é isso que ela têm mostrado. Desde que eu a conheci eu entendi que o amor é mais que um dia, mais que um sentimento, o amor não é só um de nada, o amor é amizade, carinho, respeito, entendimento, o amor é sempre dois, nós dois, e o texto a seguir (link), quer você queira ler ou não é dedicado a ela…

Para ela ♥

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s