Morada

( Para ouvir enquanto lê: Pra sonhar – Marcelo Jeneci  )

Hoje eu me sinto abençoado. Silenciam-se as vozes em minha cabeça logo após um simples pensamento em você; acredito quê, sua voz seja um analgésico, para a alma. Você é o meu sol, seu sorriso iluminou a minha vida e o que eu tenho que fazer é não deixar ele se apagar. Eu moro em ti, desde o primeiro toque. Dentro de você eu encontrei o amor e aqui eu quero ficar.

Nesse momento alguns quilômetros nos separam de um abraço, nesse momento também contemplamos a força deste laço. Como é evidente a força com que estamos conectados, entrelaçados. Preciso te ouvir e preciso te falar e vice-versa, somos cúmplices de um ‘crime perfeito’, não há suspeitos pois somos amantes confessos, inocentes eternos de um amor tão doce que nos deixamos e deixaremos prender todos os dias de nossas vidas, sem culpa, sem maldade alguma, somos reféns por vontade própria dessa paixão.

É delicioso ouvir você, quando conta do seu dia, seu trabalho e quando vejo seus olhos cansados, entendo o tamanho de sua dedicação, seu esforço. Te admiro, me surpreendo e me apaixono por você todo dia, pelo que é, por sua paciência, carinho e um jeito peculiar de ficar negando que precisa de mim, do meu abraço, e eu o faço, sem você pedir, você se entrega, devagar e vai me deixando te curar.

A cura. Dentro de você eu encontrei a cura. As dificuldades que passei, as dores, foram nada mais que aprendizado, graças a tudo isso, fui capaz de enxergar o que é verdadeiro, o real significado do amor, do respeito, do cuidado, tudo o que vêm de você e, tudo o que virá, de nós, com o passar dos anos, será valorizado todos os dias, como o que há de mais precioso em minha vida.

Como disse somos cúmplices. E quando digo cúmplices é pouco quando dividimos uma alma. Somos dois marrentos e estamos tentando aprender a deixar um cuidar do outro, sabemos cuidar, mas não permitiamos que nos cuidassem. E sem querer me tornei, tão cedo, dependente de seus cuidados, mal percebi pequena, cá estou eu esperando seus conselhos, com a mão esticada pra tu pegar e me levar pra onde quiser ir.

Me perdoe por ser o tal Rei da insegurança, isso nunca será sinônimo de desconfiança, outrora seja, de cada alma boêmia quem insiste em te cortejar, mas não de ti, de ti não consigo deixar de confiar, pois vejo verdade em cada gesto, cada palavra. Mesmo assim me perdoe, pela minha insegurança, culpa desse medo desgraçado de te perder e me perder no abismo em que você me arrancou de vez.

Sei que cada segundo longe de você é difícil, é dolorido, que eu, vez ou outra me afogo nas lágrimas que a tristeza da sua ausência me traz, até permito-me escutar as tantas vozes minha cabeça, que se dizem tão sábias, mas quando paro e penso, solto um sorriso no canto da boca, e começo imaginar suas doces palavras, tudo vai embora, as vozes calam-se diante do seu brilho e eu tenho a certeza que depois de todo o tempo que for necessário ou imposto, você vai me curar novamente e eu vou poder sentir entre meus dedos seus cabelos, sentir seu cheiro e ter meu coração aquecido, mais uma vez. Porque duas almas que foram feitas para ser uma só, serão sempre uma só. Todas as noites quando me deito, tenho a certeza, que um dia vou te ver vindo em minha direção, linda, toda de branco, ao som de Jeneci e iluminada por seu próprio sorriso, e eu, todo bobo, lá em cima, segurando o choro, derramando o riso…você é a mulher de todas as minhas vidas.

Pra sonhar, mesmo, o nosso sonho.

Mando todos os meus anjos e guardiões pra que cuidem de você enquanto eu estiver longe. Morro de ciúmes e, seria louco se não tivesse.

Você é minha morada. Desculpa a demora. A saudade é quando nossa alma mostra para onde ela quer voltar, e a minha clama pela tua!

Me espera pequena, eu já estou para chegar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s