Eu não quero ter que te lembrar.

Eu já te disse hoje que eu penso em você?

Não, eu não disse.

As palavras não são usadas quando devem ser sentidas. Guarde-as, como o último tesouro do mundo pois, se eu toquei mesmo os seus lábios ontem, eu acredito que minha insanidade ficou um pouco maior ao amanhecer.

Eu quero que lembre. Mas não quero te lembrar.

Eu lembraria você todos os dias que nunca fui tão conectado a outra pessoa. Nossos olhos parecem compartilhar o mesmo sentido, os pensamentos saltam incessantemente entre a sua e a minha mente e, é como se eu dissesse coisas que você já estava pensando em dizer.

E você ri.

Eu não suportaria passar um dia completo sem alimentar meus olhos e minha alma com o seu sorriso, e não viveria pra contar aos meus netos se não te lembrasse disso todos os dias da minha vida. Lembraria de todos os momentos que passamos juntos, das amizades em comum, frases supimpas e loucuras que várias vezes não percebiamos, mas nos faziam unidos em um sentimento unico e instintivamente puro, sem maldade, como um colo, como um abraço ou até mesmo o dedo que enxuga a lágrima que lava o rosto na despedida forçada.

Eu não deixaria de lembrar, do quanto sem saber nós já somos tão felizes e nem estamos juntos. Você é uma mulher de valor inextimável e ao mesmo tempo a menina com sede de loucuras que eu sempre sonhei e não sabia. Você é o conjunto de todas as coisas boas do mundo, todas as idas e vindas, as chegadas, despedidas e reencontros. A imagem de você vindo me receber no portão, é de longe a paisagem mais bela que meus olhos contemplaram a anos e o jeito com que me abraça me faz ouvir os ponteiros do relógio bem longe, devagar, sem pressa, nossas respirações sincronizadas, as batidas do coração…perfeito.

Eu te lembraria tudo o que fosse bom, e criaria lembranças boas e novas todos os dias. Momentos, viagens, saídas, gargalhadas e tudo que fizesse bem, para alma e para o que sentimos.Mas tem uma única coisa que eu não quero te lembrar.
No alto de minha sonolência matutina, decidi por não querer me lembrar se foi ‘fábula’ ou realidade quando nossos lábios se tocaram. Não quero me lembrar, mas realidade ou não, foi como um sonho. E ter que te lembrar isso é um pecado.

Mas eu ainda tenho esperanças que você vai se lembrar.
Se não quiser falar, faça. Mas me belisque dessa vez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s