A menina do sorriso de Sol. Capítulo 1.

tumblr_li0s9nhq6e1qfipc1o1_400

Diante de todas as coisas que tentei evitar na minha vida, não amar você foi a tentativa mais sem sucesso. Tentei te amar um pouco menos. Também não deu. Amo do jeito que tem que ser. Mas tentei não amar para não parecer de repente, ou para não ser chamado de louco, fazendo com que você se afaste. Pois fui lembrado como louco, inconsequente, ‘você está apenas querendo suprir sua carência’ diziam, e eu pensava, como não me apaixonar pela menina do sorriso de Sol? E veja bem, eu estou bem e sempre estive tão bem sozinho. Pra falar a verdade nos últimos meses são poucas as vezes em que me batia aquela depressão de quem vive na solidão, típica, mas não comigo. Eu vivi o meu desapego das pessoas tão bem, para quê se agora você me vem com esses olhos tão lindos? Eu não teria chance nenhuma de te conhecer, mas é como se o destino mudasse os nossos trilhos de direção, e minha locomotiva deu em cheio nos seus vagões, uma pancada forte, tão forte que eu to perdido até agora, sem saber como te falar. Naquele dia eu te vi ou te percebi, entrei porta a dentro do seu escritório com os pés encharcados, me senti aliviado de sair daquela chuva, incomodado por molhar tudo por onde pisava. Você logo me recepcionou, mas eu não te olhei, estava muito ocupado balançando os pés, incomodado com a quantidade de água que dele caia. E fui levantando a cabeça lentamente… Lentamente, E eu te vi.

Desde aquele momento, eu não sei se ainda estou sonhando, eu fico me beliscando quando lembro de você.

Mas você me negou tantas vezes, me metralhava com olhares e sorrisos, e fugia, escapava pelas portas que eu deixava aberta por não querer prender ninguém a mim. Fica quem quiser, se tiver de ficar vai acontecer. Mas dói. Ver que você se nega a receber algo tão bonito, mas que me provoca com as armas as quais sabe, eu já estou rendido.

E quem não se rende?

A esse sorriso bonito, seu olhar de vem pra cá. Vejo aqui e ali, inúmeros, se derretendo por você. Que loucura a minha, logo eu, porque conseguiria alguma coisa? E eu não consegui. Não consegui ficar com você, mas está tão bom assim, eu aqui, você aí, você me abraça, a gente se fala, todo dia, toda hora. Eu escolhi fazer isso, escolhi ser o cara bom, o cara legal, que te chama pra comer e te pede atenção, que não nega conversas, e que tá ali, até de madrugada se precisar te ajudar. Só não sei até quando vou aguentar, já me declarei e ouvi não, e fico esperando o dia em que você vai me contar, que tem alguém, que tá feliz, não sei. Mas acho que você sempre vai ser, o que eu sempre quis. E eu penso tantas coisas quando eu to aqui, esperando você me dar os papéis que eu pedi para assinar, e parece que caprichosamente, você desenha sua letra no papel, e faz um bico (meu Deus que bico). Eu observo cada detalhe, dês de a posição de seus dedos até o cabelo que cai em seu olho, do jeito que você olha sem graça ao perceber que te observo até a forma como você usa isso ao seu favor.

– Quer café?

Você me oferece café na sua caneca, caneca aquela que ainda marca o batom da cor do amor, que você me nega, eu não poderia deixar de provar; a sensação de sentir o sabor de café com um toque de você, a sensação de experimentar seu gosto, sem o seu consentimento, sem que você queira, afinal é como é, não é? Quando dei por mim estava, eu com a cara enfiada na caneca – que tonto – e você olhando pra mim, enquanto imaginava tantas bobeiras.

Que gostoso! – falei espontaneamente

O café? – pergunta com um sorriso, no canto da boca.

Pensei, repensei…milhares de palavras se formavam em uma resposta, minha timidez não as deixava sair pela boca, mas, a única que saiu foi:

– Também.

(Continua…)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s